A Aventura Brigantina...

No essencial será ver aqui nesta ligação os detalhes mais, digamos, logísticos.

No que toca ao essencial, Bragança e o seu ENT este ano têm dois atractivos especiais, para lá dos costumeiros: O actual cenário relativo ao relacionamento - já previsto e aqui tantas vezes falado - entre os organismos de Praxe e as Tunas, que assume actualmente contornos quer de actualidade premente, quer de efectiva importância, apenas pelo ponto de vista meramente tuneril, note-se. A situação assume contorno de alguma cautela pela sensibilidade da mesma e esperam-se, ao que sabe, algumas participações de relevo neste ENT que irão dar de viva voz testemunho de factos que urgem serem descodificados e publicitados. Não é despiciente pensar-se que saia deste ENT uma Declaração de Interesses com escala nacional.

O 2º atractivo prende-se com o lançamento do 1º livro alguma vez escrito em Portugal sobre a história da tuna estudantil nacional e não só, em formato de antecipação e para a comunidade que o acolhe, levando o mesmo livro à sua casa-mãe: nem faria sentido outra coisa. Dando sequência a um trabalho de 5 anos, esta obra será, seguramente, uma pedrada no charco no que toca ao auto-conhecimento, coisa tão arredada da tuna nacional que cavalgou nos últimos 25 anos asneiras, dogmas, mitos e tradições de 3/4 de mês.

Há, portanto, razões - para lá das habituais e normais entre Tunos quando saudavelmente convivem - mais do que interessantes para ir a Bragança este próximo fim de semana.

Inscrevam-se. Porque este ano vai ser diferENTe....

Comentários

Sir Giga disse…
É Brigantina. Ou Bragançana. Já em Vila Real chamam-lhes um mix das duas: Bragansuínos. :D
Passe a piada, podias dar um salto lá acima, só te ficava bem até!

Abraços!

Mensagens populares