A Aventura da Razão à Posteriorí - Parte III ou Requiem


FITA 2014


Hora de balanço, 24 horas após o #Cartolas e o FITA.


Serei telegráfico:


1) O #Cartolas foi um sucesso em toda a linha. Momento histórico a todos os títulos, que extravasa até a própria esfera da tuna estudantil portuense. Para lá de recolocar a Tuna Estudantil no seu habitat natural - a Tuna em si mesma - teve o mérito de em tão pouco espaço de tempo ter sido levado a cenário, com casa a abarrotar, somando gente na mesma causa, mesmo que por simpatia a esta ou aquela tuna - o que é a prova acabada do sucesso da tuna estudantil enquanto expressão musical. Um assinalável sucesso. A musica une, ficou provado ontem. Que sirva este evento para Somar mais Tunas e mais ainda: É sua obrigação genética fazê-lo.

2) Ao ser o sucesso que foi coloca em sentido quem nunca deveria ter menosprezado ou vilipendiado a tuna estudantil. Foram assim desautorizados superiormente aqueles que julgavam mandar em tudo e todos. Puro engano. Foi, por isso, uma clara machadada na já pouca credibilidade dos "pracheiros" que tudo fizeram para impôr à tuna estudantil algo que é impossivel que ocorra junto de gente saudável mentalmente. Em suma, poderá ter sido o #Cartolas - mesmo que indirectamente - um potente catalizador para a mudança de estruturas ditas "pracheiras" mas acima de tudo, de mentalidades. Pode estar aqui o rastilho de um novo cenário que se impunha faz demasiado tempo.

3) Foi ontem passada a certidão de óbito ao FITA. Está em coma induzido por aqueles que sempre o tomaram de assalto e que hoje ficam com o cadáver na mão. Provavelmente terá sido, senão o ultimo, o penúltimo, tudo leva a tal conclusão. Ou as coisas mudam substancialmente na sua organização - sendo condição sine qua non banir sine die os "pracheiros" do "MCV" de tal, como aliás, sempre defendi e quanto ao FITA  - ou o melhor será efectivamente baixar à terra e permanecer uma memória junto daqueles que dele alguma positiva terão ao longo destes anos. A fotografia em cima induz até vergonha alheia - que não espanto ou admiração. Foi previsto a seu tempo isto. Inumeros avisos foram feitos ao longo dos anos. Tantas linhas escritas a alertar. Para nada. Ou para tudo, a ver pelo #Cartolas.

4) A Academia começa a Acordar, concluí-se. E na charneira do despertar estão as tunas. Sinal de que a música, a cantiga, ainda é uma arma. Se ontem foi o rastilho, tendo sido como foi, então estamos em pleno PREC - Processo Revolucionário em Curso - Académico. Algo me diz que os próximos tempos nos trarão boas novas. Finalmente. O cheiro a mofo e a ditadura é muito parecido e intenso. Já chega. Coisas novas precisam-se.

5) A Tuna estudantil do Porto está viva e recomenda-se: Convida-se todas as outras a juntarem-se a este novo estado de coisas, contra o situacionismo "pracheiro". E que seja pioneira no país de mais mudanças, dando o exemplo e ajudando com o mesmo à revolta de todas aquelas que - nesciamente - acham que são vassalos de uns quantos loucos que continuam a querer justificar "Mecadas" e afins com o ar mais candido deste mundo, sob a Capa de Académicos quando, afinal, não passam de doentes do foro psicológico que devem por isso merecer tratamento profissional. Sim, nem todos os que andam trajados são loucos. Foi o que ontem se cantou, também.

Comentários

Mensagens populares